Existe vida social após a maternidade?

O sonho da maternidade nos faz imaginar momentos incríveis durante toda gestação e após o nascimento do bebê. Como num filme, sonhamos com passeios de carrinho pelo parque, momentos de carinho no banho e na amamentação, igual as fotos de revista. Mas, se tem um tema que não costumamos pensar é: Como será a vida social após a chegada do bebê? Você já pensou sobre isso? Seguem algumas sugestões para essa nova fase social na vida de uma mãe (pai), após a chegada de um bebê.

1. Etiqueta para os visitantes do recém-nascido
Esse sem dúvida é o primeiro momento social após o nascimento do bebê, onde amigos e familiares vêm conhecer esse novo integrante da família.
As regras dessas visitas são muito particulares de cada família, porém a imagem abaixo traz algumas dicas importantes para os visitantes. Vejam:

Foto: (http://www.karinafigueredo.com.br/)

2. Existe muita vida lá fora!
Nos primeiros três meses do bebê, os prazeres da mãe estão ligados a necessidades básicas como dormir, tempo para banho e comer, mas isso só acaba acontecendo entre os intervalos dos choros, mamadas e troca de fraldas. Então, chega um momento em que a maioria das mulheres sentem falta de uma vida fora da rotina caseira com o bebê.
Converse sempre com o pediatra, mas o indicado é sair com o bebê após as vacinas dos 3 meses. Após esse período, você já pode começar a dar os primeiros passeios, desde que o ambiente garanta segurança para o bebê. Banhos de sol, com passeios de carrinho são um bom começo e fará muito bem a ambos.
Aos poucos os passeios vão naturalmente se ampliando para passeios ao shopping, visitas a família e até mesmo a programações feitas para mamães, papais e bebês. Pesquise em sua cidade atividades que possam curtir com seu bebê. Em São Paulo as mães e pais possuem uma infinidade de programações, além dos parques, restaurantes e outros espaços públicos permitidos a bebês, seguem abaixo, algumas alternativas que valem muito à pena conferir:

Dança Materna: Uma atividade para a mamãe com o bebê, que promove um momento único de interação e prazer através da dança, reforçando os laços de amor entre mãe e filho. Além da vivência de dançar com o seu bebê, a mamãe terá oportunidade de interagir com outras mamães o que será muito saudável fisicamente e emocionalmente para ambos.
Muitos pais estão demonstrando interesse por participar desse momento e dessa experiência.


Foto: Dança Materna: (https://www.dancamaterna.com.br/)

Cine Materna: Foi uma das maravilhosas descobertas após a chegada do meu filho. São sessões de cinema reservadas para mães e pais com seus bebês de até 18 meses, com bate papo ao final. É criado uma estrutura de boas vindas, com fotos para registro e também estacionamento de carrinho e até trocadores dentro da sala de cinema. Tudo organizado com muito acolhimento para deixar os pais e os bebês mais confortáveis.
  
Fotos: Cine Materna: (https://www.cinematerna.org.br)

Iniciação Musical: No segundo semestre, o bebê já pode começar a participar de aulas com outros bebês para estimular e aguçar suas percepções e sentidos através da música.
É muito prazeroso para criança ter acesso aos elementos lúdicos, coloridos e musicais do ambiente.
Para os pais é mais um momento de interação os bebês, estimulando e participando de suas descobertas, além da troca e interação com outros pais.

Foto: (http://musicalizacaoinfantil.com.br/)

Brinquedotecas, Bibliotecas Infantis, Espaços Lúdicos e Educacionais de Experimentações: Existem alternativas gratuitas e pagas, mas sem dúvida é uma excelente alternativa para ter momentos agradáveis, divertidos, estimulando a percepção e o desenvolvimento psicomotor do bebê.

Foto: (https://bora.ai/sp/passeios/espaco-de-brincar-na-vila-mariana)

Festas Infantis: Serão muitos convites para festas e aniversários de crianças. O interessante nesse contexto é que a mãe deixa de ter seu nome próprio e passa a ser chamada como a “Mãe de (o nome do seu bebê)”. Nesses eventos será mais uma boa oportunidade de conhecer novos pais, fazer novas amizades e interagir trocando experiências.

Encontros Domésticos: Com o passar dos meses, uma boa opção para ir retomando a vida social familiar e com os amigos é participar e promover encontros domésticos, como almoços, jantares, cafés, chás da tarde... O ideal é promover encontros que não exijam muita produção e organização, a intenção aqui é o encontro e interação. A proposta é que seja um momento de prazer mas sem acarretar muito trabalho ou preocupações.

3. Cadê os amigos?
É importante compreender o quanto antes, que após a chegada do bebê muitos “amigos” podem se afastar. Encare isso como algo natural! Muitas vezes pode ser difícil mas tente não sofrer e nem ficar magoada, afinal, a maternidade seleciona seus amigos…
Encare isso como algo saudável, como um ciclo que se abre para novas amizades e como um ciclo que se fecha para amizades que por diferenças no contexto da vida, naturalmente vão se afastando da sua convivência.
A realidade muda, os assuntos mudam, os interesses mudam e nem todas as amizades suportam tantas mudanças e naturalmente os cenários vão ficando mais distantes. Mas, a boa notícia é que novas amizades vão surgir nesse mesmo período e por compartilharem de momentos e realidade tão próximas, tais relacionamentos tendem a se fortalecer e muitos podem vir a te acompanhar pela vida por muitos anos.

Por fim, os primeiros dois anos dos bebês são os mais intensos de desenvolvimento e transformações. É um período de construção e interação e também de grandes aprendizados para os pais. Os bebês chegam sem manual de instruções e cada bebê é único. Portanto, aproveite esse momento intensamente. Dedique sua vida social nesses dois primeiros anos, a uma vida que inclua a presença do seu bebê.

Essa é uma fase que passa muito rápido e por ser intensa e tão cheia de novidades, vale a pena investir o tempo se dedicando a construção desse novo ser, ávido por descobertas. Acredite: serão os melhores anos da sua vida! Então viva intensamente e aproveite todas as memórias e registros de amor, experimentações e descobertas. E para finalizar, filmes e documentários sobre a infância ajudam muito no entendimento comportamental e indico “Começo da Vida”, um documentário muito que ajuda a despertar grandes experiências sobre a maternidade.

Se você gostou desse texto e essas informações foram importantes para você, por favor, comente aqui para outras mamães e papais, o nosso Papo de Carinho também é seu espaço de interação.



Posts relacionados

5 bons motivos para seu bebê ter um amiguinho de estimação
5 bons motivos para seu bebê ter um amiguinho de estimação
Foto: (https://br.pinterest.com/pin/320670435959623987/) A chegada do bebê representa expectativas e preocupações. Al...
Ler Mais
40 sugestões de brinquedos recicláveis: As crianças vão amar!
40 sugestões de brinquedos recicláveis: As crianças vão amar!
Foto: (https://catraquinha.catracalivre.com.br/geral/manual-de-brincadeiras/indicacao/fotos-instrumentos-musicais-par...
Ler Mais
Mitos e verdades sobre a música para bebês
Mitos e verdades sobre a música para bebês
Foto: (http://www.canalgravidez.com.br/musica-faz-bem-para-o-seu-bebe/) Quando pensamos em música para bebês, logo le...
Ler Mais

Deixe um comentário 💕💗

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados